Como Avaliar a Capacidade de Condução de Corrente dos Condutores Elétricos?

 

A capacidade de condução de corrente de um cabo elétrico de baixa tensão é definida pela norma NBR 5410 como a corrente máxima que pode ser conduzida continuamente por este condutor, em condições especificadas, sem que a sua temperatura em regime permanente ultrapasse um valor especificado pela ABNT. Por essa definição, pode-se concluir que a corrente que circula por um cabo elétrico em regime nominal deve ser igual ou inferior à capacidade de condução de corrente do condutor, para que seja garantida uma durabilidade satisfatória aos condutores e suas isolações, submetidos aos efeitos térmicos causados pela passagem de eletricidade.

 

Para simplificar a utilização do material pelos eletricistas, a NBR 5410 apresenta a capacidade de corrente para os métodos de instalações mais comuns em construções prediais e industriais, que são os seguintes:

 

  • A1: condutores isolados em eletroduto de seção circular embutido em parede termicamente isolante;
  • A2: cabo multipolar em eletroduto de seção circular embutido em parede termicamente isolante;
  • B1: condutores isolados em eletroduto de seção circular sobre parede de madeira;
  • B2: cabo multipolar em eletroduto de seção circular sobre parede de madeira;
  • C: cabos unipolares ou cabo multipolar sobre parede de madeira;
  • D: cabo multipolar em eletroduto enterrado no solo;
  • E: cabo multipolar ao ar livre;
  • F: cabos unipolares justapostos (na horizontal, na vertical ou em trifólio) ao ar livre;
  • G: cabos unipolares espaçados ao ar livre.

 

Para cada método de instalação, a norma apresenta uma tabela com a capacidade de condução de corrente em função da seção nominal do cabo, válida também para cada tipo de material usado como condutor (cobre e alumínio), para cada material usado como isolante (PVC, EPR e XLPE) e para dois ou três condutores carregados.

 

Um aspecto extremamente importante a ser ressaltado é que este valor de capacidade de condução de corrente só vale para a condição calculada. Em uma situação não considerada ou diferente da norma, a tabela deve ser corrigida por fatores adequados, apresentados em várias tabelas com dados de correção, que podem ser aplicados ao valor original para se obter um valor mais próximo à realidade da instalação considerada. Estes fatores de correção são os seguintes:

 

  • Correção da temperatura ambiente ou do solo;
  • Correção da resistividade térmica do solo;
  • Agrupamento de circuitos.

 

As tabelas da norma também podem ser encontradas nos catálogos de produtos da Nexans, especialista mundial em cabos e sistemas de cabeamento, e são válidas para uma temperatura ambiente de 30°C e com um único circuito na linha elétrica, por exemplo, no interior de um eletroduto. A capacidade de condução de corrente, em ampères, no interior de eletroduto com cabo de condutor de cobre, isolação em PVC, temperatura do ambiente (ar) de 30°C, pode ser visualizada a seguir.

 

No caso da temperatura, como orientação geral, considerando o interior de edificações em diferentes regiões do país, sugere-se adotar os seguintes valores de temperatura ambiente:

 

  • Regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste: 30O
  • Regiões Nordeste e Norte: 40O

 

Portanto, no caso das regiões Nordeste e Norte o valor da capacidade de corrente dos cabos deveria ser multiplicado por 0,87 para os cabos de PVC e 0,91 para os cabos de EPR e XLPE.

No caso dos fatores de agrupamento deve ser levantado o valor específico para a linha elétrica, como por exemplo, o caso dos eletrodutos mostrados na tabela a seguir:

 

 

Exemplo :

Qual a capacidade de condução de corrente de um cabo de 2,5 mm2 no interior de um eletroduto? A resposta à esta pergunta só pode ser dada depois de respondidas outras duas perguntas: Como é a temperatura ambiente do local? E quantos circuitos têm no interior do eletroduto?

 

Verificando a tabela da norma, o valor da corrente no interior de um eletroduto para um circuito fase-fase ou fase-neutro, com cabo de seção 2,5 mm2 é de 24 A. Se esta instalação for em uma cidade na região Norte o valor cai para 24 x 0,87 = 20,88 A. Se além disto, dentro do eletroduto, contando com este circuito, tiverem três circuitos, a capacidade de corrente deste circuito é de 20,88 x 0,7 = 14,62 A . Mas se a instalação estiver em um estado da região Sudeste, somente o fator de agrupamento deve ser aplicado, portanto a capacidade de condução de corrente é de 24 x 0,7 = 16,8 A.

 

Por João Cunha*


*João Cunha – Consultor técnico da Nexans Brasil; Engenheiro Eletricista; Mestre em Engenharia Eletrônica; coordenador da comissão da ABNT responsável pela norma NBR 14039 “Instalações elétricas de média tensão de 1,0 a 36,2 kV”; membro da Comissão da ABNT responsável pela norma NBR 5410 “Instalações elétricas de baixa tensão”; autor de normas brasileiras de instalações elétricas de baixa e média tensão e autor de diversos trabalhos técnicos na área de instalações elétricas de baixa e media tensão.

 

Sobre a Nexans

 

A Nexans traz energia à vida através de uma extensa gama de cabos e soluções de cabeamento que proporcionam maior desempenho para os nossos clientes no mundo inteiro.

A equipe Nexans está comprometida com uma abordagem de parceria que apoia nossos clientes em quatro áreas de negócio principais: Transmissão e Distribuição de Energia (submarina e terrestre), Recursos de Energia (petróleo e gás, mineração e renováveis), Transporte (rodoviário, ferroviário, aéreo, marítimo) e Construção (comercial, residencial e data centers).

A estratégia da Nexans é fundamentada na inovação contínua de produtos, soluções e serviços, desenvolvimento de colaboradores, treinamento de clientes e processos industriais de baixo impacto ambiental.

Em 2013, a Nexans se tornou o primeiro player mundial em cabos a criar uma Fundação com foco em introduzir iniciativas sustentáveis para o acesso à energia em comunidades carentes por todo o mundo.

A Nexans, como um importante player no processo de transição de energia, tem presença industrial em 40 países e atividades comerciais em todo o mundo, empregando cerca de 26 mil pessoas e gerando vendas em 2016 de aproximadamente 5,8 bilhões de euros. A Nexans está listada na Euronext Paris, seção A.


Para mais informações, consulte: www.nexans.com.br e siga:


Voltar