Tendências tecnológicas

Conforme menciona a Wikipédia, a Internet das Coisas (IoT, do inglês Internet of Things), envolve uma rede de objetos físicos dotados de tecnologia embarcada, sensores e conexão com a rede, capaz de reunir e de transmitir dados.

Indagado sobre como o advento da Internet das Coisas tem influenciado a automação predial, José Roberto Muratori diz que a maioria dos novos sensores e atuadores terão seus próprios endereços IP (Internet Protocol), o que os tornariam equipamentos de IoT. “O futuro da automação reside na IoT”, define o executivo.

O engenheiro Irlan Zanetti, gerente de Vendas e Produto da Finder relata que a Internet das Coisas permite uma integração inteligente entre os periféricos, fazendo com que as ações sejam executadas de maneira autônoma. “É claro que estas ações geram potenciais à automação predial. Assim, é cada vez mais importante que haja a possibilidade de que os dispositivos instalados sejam integrados à nuvem. Muitos dispositivos podem ser comprados hoje e têm possível integração com a nuvem, minimizando os desafios de se ter uma casa inteligente. A Finder pode oferecer a integração de sistema de iluminação e persianas, integrando-as à nuvem através da solução YESLY GATEWAY”, exemplifica Zanetti.

Clique na imagem abaixo para ler a matéria completa da Revista Potência!


Voltar