O que nunca te contaram sobre certificação de produtos

Primeiro vamos explicar o que é a certificação. Certificação de produtos é um dos mecanismos da Avaliação da Conformidade. É um processo sistematizado, que possui regras pré-estabelecidas.

O principal objetivo da Avaliação da Conformidade é informar e proteger o consumidor quanto à segurança, saúde e meio ambiente, além de propiciar a concorrência justa, estimular a melhoria contínua da qualidade, fortalecer o mercado interno, entre outros.

É válido ressaltar que o processo de Avaliação da Conformidade não tem como objetivo garantir a qualidade do produto, pois este é de responsabilidade do fabricante.

No Brasil, o Inmetro é o órgão responsável pela gestão dos Programas de Avaliação da Conformidade. É ele que define as regras em Portarias específicas determinando quais serão elas e como avaliar cada produto.

Como já falamos anteriormente, existem dois tipos de certificação: a compulsória e a voluntária, mas não entraremos nesta questão neste artigo. | Veja sobre certificação compulsória em:

Você sabe o que é um produto compulsório?|

Os principais benefícios da certificação

 

 

A certificação de produtos pode trazer inúmeros benefícios para sua empresa. Dentre eles destacamos:

– Fortalecimento do mercado, propiciando uma concorrência justa;

– Confiança e credibilidade;

– Agrega valor à sua marca;

– Estimula a melhoria contínua da qualidade de sua empresa;

– Protege o mercado interno;

– Facilita o comércio exterior.

Conquiste coração e mente de seus clientes

 

Em uma era de mudanças, com o avanço da tecnologia, desafios ambientais, entre outros, há uma grande evidência de que, cada vez mais, os consumidores estão diferenciando as marcas por sua autenticidade, valores e credenciais de sustentabilidade.

É fato que a marca sempre teve um papel fundamental nas decisões de compra, mas o que realmente está por trás dos rótulos é uma revisão cultural e o surgimento de marcas direcionadas aos seus propósitos.

Mas, além da crescente conscientização do consumidor, conseguimos notar a integração da certificação, através do aumento de produtos certificados à venda nos mercados.

Uma questão de evolução

 

Hoje, as opiniões contam mais do que qualquer coisa e, à medida que os consumidores evoluem, eles estão se tornando cada vez mais instruídos e capacitados para o meio ambiente, assim, os certificadores também precisam evoluir com eles para garantir transparência e rápida resposta, através de um toque em seu smartphone.

Nesta era de mudanças precisamos substituir a palavra “sustentabilidade” pela palavra “responsabilidade” nos negócios. As empresas precisam se responsabilizar por aquilo que comercializam e não colocar em risco a saúde dos usuários.

Corações e mentes para uma compra certa.

 

Alguns influenciadores são capazes de direcionar a escolha de compra dos produtos, tornado a diferenciação uma questão de coração e mente para o consumidor.

Certo, se existem influenciadores “direcionando” a mente dos consumidores, como é possível fazer a diferença neste mercado? A resposta é bem simples: CERTIFICANDO O SEU PRODUTO.

A certificação direciona e auxilia todos os “participantes da cadeia” – fabricantes, distribuidores, lojistas e consumidores – a trabalharem em uma mesma direção e por uma causa: a qualidade e a segurança das instalações elétricas.

É válido ressaltar que todo fabricante é responsável pela certificação de seu produto, neste caso, fios e cabos elétricos, pelo sistema INMETRO. Assim como todo lojista/ distribuidor é responsável pela comercialização desse produto certificado.

O que pode acontecer se não certificar seu produto?

 

Há tanto riscos para usuários quanto prejuízos para as empresas. Desta maneira, podemos listar:

Para construtores, instaladores – há o risco de ter um cliente insatisfeito e correndo risco de vida devido aos problemas com produtos não conformes. Além disso, há um custo pela troca do produto, e pela reinstalação por um que esteja de acordo com as normas.

Outro problema é com relação às penalidades jurídicas e legais pela instalação de produto não conforme.

Já, quando falamos de riscos e prejuízos para consumidores, podemos citar as instalações elétricas que, quando estão não conformes, geram riscos de curtos-circuitos, sobrecargas e até incêndios ao patrimônio do usuário. Além disso, ele estará prejudicado, pois notará um aumento de consumo de energia elétrica pelo aquecimento dos condutores causado pela menor quantidade de cobre no fio (fio desbitolado).

Veja também: Conheça os 6 passos do processo de certificação de um produto

Pense bem, mude seus hábitos, certifique seus produtos, pois como disse o explorador polar Robert Swan “A maior ameaça ao nosso planeta é a crença de que alguém o salvará”. Portanto, comece a fazer a sua parte para um Brasil melhor.


Voltar