Shell que diversificar atuação e aposta em energias renováveis

Foco inicial da companhia será no desenvolvimento de projetos fotovoltaicos

A petroleira Shell quer diversificar a atuação para além da indústria de petróleo e gás, de olho em uma esperada transição energética rumo a fontes de baixo carbono. A afirmação é do presidente da empresa no País, André Araujo, durante o evento do Conselho Empresarial Brasileiro para o Desenvolvimento Sustentável (Cebds), realizado recentemente em São Paulo (SP).

A companhia criou uma área de “novas energias” para avaliar esses negócios, com foco a princípio em energia solar. A unidade é liderada pela ex-gerente da desenvolvedora de projetos e fabricante de equipamentos solares First Solar no Brasil, Maria Gabriela da Rocha. Apesar disso, não há uma projeção sobre quando a Shell pode realizar seu primeiro investimento em energia limpa no Brasil.

“Nossas escolhas não vão ser simplesmente porque preciso ter um ‘selo verde’ no meu quadro de investimentos. Todos os projetos têm de ser competitivos. Estamos de olho em diversas alternativas”, destacou Araujo.

Segundo a empresa, a competição entre investidores pelos contratos de longo prazo oferecidos para viabilizar a implementação das usinas tem contribuído para forte queda nos preços pagos nos leilões do governo brasileiro.

Clique aqui para ler a matéria completa do Portal Solar!


Voltar