Discussão sobre redução de subsídio cria boom no setor de energia solar

Pequenos geradores aceleram projetos e movimentam hoje R$ 5,6 bi em novos investimentos

Diante da perspectiva de mudanças legais, empresas costumam suspender investimentos à espera de uma definição. No caso da geração de energia solar está ocorrendo o inverso.

A mudança nas regras em discussão na Aneel (agência reguladora do setor) impulsiona um boom de investimentos –  especificamente na chamada geração distribuída.

Nesse modelo, os próprios consumidores instala painéis solares para abastecerem suas casas ou indústrias e estabelecimentos comerciais, repassando a energia que sobra às distribuidoras, obtendo descontos na conta de luz.

A corrida tem razão econômica: a discussão em curso prevê reduções do subsídio a esses pequenos geradores.

Segundo a Absolar (Associação Brasileira de Energia Solar Fotovoltaica), a geração distribuída movimenta r$ 5,6 bilhões em investimentos hoje.

Clique aqui para ler a matéria completa da Folha!


Voltar