Nova tecnologia de geração de energia elétrica é apresentada em Porto Alegre

Custo ainda é alto para uso residencial, mas expectativa é de que os preços diminuam nos próximos anos

 A busca por fontes de energia sustentáveis tem movimentado o setor civil mundial, e o Brasil não está de fora desta corrida. Nesta quinta-feira (4), durante o 2° Fórum da Inovação na Construção Civil, realizado no Teatro Unisinos, em Porto Alegre, foi apresentada uma novidade que está revolucionando o mercado dos chamados prédios verdes desde 2017. Criada pela empresa mineira Sunew, uma espécie de lâmina leve, resistente, fina e extremamente maleável produz energia elétrica por meio da luz solar. Na capital gaúcha, ainda não há prédios utilizando a tecnologia.
Identificadas como filme fotovoltaico orgânico (OPV, na sigla em inglês), essas folhas são feitas com materiais recicláveis e não tóxicos. Cada lâmina é produzida como se fosse um sanduíche, composta por cinco nano folhas de polímeros (cadeias longas de carbono, hidrogênio e oxigênio) sintetizados em laboratório. Por fim, estes polímeros são impressos em rolo plástico, como uma bobina de papel.
Clique aqui para ler a matéria completa da Gauchaz.

Voltar