Mais um incêndio causado por curto-circuito

Após a tragédia ocorrida em São Paulo no dia 1° de maio de 2018, quando um prédio desabou após um incêndio devido a um curto-circuito, outro caso similar aconteceu.

Com uma diferença de apenas sete dias, outro incêndio foi registrado na cidade de São Paulo. Desta vez a localização foi na Rua Haddock Lobo, esquina com a Avenida Paulista, uma das regiões mais nobres de São Paulo. Mais uma vez, um curto-circuito foi o causador do incêndio.

Não é possível que os desastres se sucedam sem que as autoridades e a população tomem conta da importância da verificação e adequação das instalações elétricas, tanto residenciais quanto empresariais. Um choque aqui, uma faísca ali são apenas alertas: são prenúncios de uma tragédia anunciada. Para quem estuda e se preocupa com o assunto, não há dúvidas da importância das instalações elétricas e seu impacto na vida das pessoas. E também da importância de ir além de manter ou atualizar as instalação elétrica, mas de seguir as normas e procedimentos vigentes, adequados para que o conserto não seja apenas paliativo e acabe gerando problemas no futuro.

Essa consciência é crucial sobretudo em edifícios. Afinal, o incêndio em um apartamento pode significar um desastre de proporções gigantescas não apenas para os responsáveis diretos pela desatenção mas para todos que moram no condomínio. Exatamente como aconteceu na tragédia do Dia do Trabalho.

Você pode fazer a diferença! Procure estar sempre atento aos picos de energia, ou quedas constantes, pois este é um dos primeiros sinais que a saúde de sua instalação elétrica não está boa. Portanto, ao menor sinal de problemas com a instalação elétrica, solicite a presença de um profissional qualificado para que a readequação das instalações elétricas seja efetuada.

Conscientize seus clientes para que mantenham a instalação elétrica de suas residências sempre em ordem, sem gambiarras, ou extensões e planeje para oferecer verificações a cada cinco anos, conforme recomendado. Explique para eles que o zelador do prédio pode ser muito solícito mas, salvo exceções, não é o profissional adequado. Você se qualificou, conhece das normas vigentes e é capaz de resolver o problema da forma correta.

Se quiser compartilhar essas dicas com seus clientes, envie o link da matéria do Programa Casa Segura: http://programacasasegura.org/blog/2018/05/25/mais-um-incendio-causado-por-curto-circuito/

Se quiser ler a matéria do UOL na íntegra. Clique aqui.


Voltar