Introdução às Instalações Elétricas em Atmosferas Explosivas

A eletricidade desde que fora descoberta é um elemento presente em nosso dia-a-dia, cada vez mais indispensável. Em locais caracterizados como atmosferas explosivas não é diferente, sendo os equipamentos elétricos uma das principais fontes de ignição nesses ambientes, seja em funcionamento normal do equipamento ou quando ele falha.

Todo motor elétrico centelha e aquece, e para que esse comportamento não venha a causar uma ignição, algumas normas e critérios devem ser rigorosamente seguidos.

A seguir você conhecerá algumas dessas normas IEC e ABNT e alguns tipos de equipamentos especiais que atendam os requisitos para serem utilizados em áreas EX.

http://abracopel.org/artigos-tecnicos/introducao-as-instalacoes-eletricas-em-atmosferas-explosivas/

Soluções mais seguras

Certificação de produtos elétricos avança no Brasil, favorecendo a qualidade dos materiais e a inserção das empresas no mercado global.

O Brasil registrou um avanço significativo na parte normativa de produtos elétricos, especialmente nas duas últimas décadas. Ao se alinhar com a IEC (International Electrotechnical Commission), que é a principal entidade mundial que desenvolve normas técnicas no setor elétrico, o País construiu uma base normativa que está entre as mais modernas do mundo, abrangendo a maior parte dos dispositivos elétricos disponíveis no mercado.

Com isso, hoje o nível de exigência das normas técnicas brasileiras é adequado, coerente e ajustado às normas internacionais.

http://revistapotencia.com.br/download/revista/opiniao-114.pdf

Processo de elaboração das Normas – 10 de dezembro

Este processo é, na grande maioria, amplo e com participação de representantes de vários segmentos. Vamos falar de 2 tipos de normas já apresentadas, as normas técnicas da ABNT e as normas regulamentadoras, ou regulamentos, do Ministério do Trabalho e Emprego.

Para se criar ou revisar uma norma técnica ou regulamentadora é necessário existir uma motivação apresentada por um ou mais atores interessados e avaliados pela comissão para se iniciar o processo.

Saiba mais: http://abracopel.org/blog/o-processo-de-elaboracao-das-normas/

Confira o mais novo caderno: Mundo do Eletricista, da revista Potência

Ainda é grande no Brasil o número de pessoas que trabalham como eletricistas, sem a devida qualificação. Falta de formação acadêmica prejudica a qualidade do trabalho e impede o crescimento profissional.

Em qualquer área de atuação, a qualificação profissional é fundamental para que as pessoas consigam executar com êxito suas funções. Imagine, por exemplo, o risco que um doente corre se for assistido por uma enfermeira sem a devida formação e treinamento. Basta a troca de um medicamento e as complicações podem ser graves.

Na área elétrica não é diferente. O eventual despreparo dos profissionais compromete a qualidade da instalação, que pode ser subdimensionada, superdimensionada ou, pior, ser insegura. E insegurança não combina com eletricidade, pois ela mata.

Confira aqui mais informações sobre formação profissional.

http://revistapotencia.com.br/download/revista/mundo-do-eletricista-118.pdf